Agricultura e Meio Ambiente em um único ministério não é uma boa ideia

Já que está na moda frases bíblicas e religiosas, começo com essa secular expressão de que ao final tudo dará certo, pois “Deus escreve certo por linhas tortas”.

Com Bolsonaro eleito, vem a emoção da transição dos próximos ministros e a ansiedade de saber se será cumprida a sua proposta de fundir e diminuir alguns ministérios.

Leia: Agronegócio comemora vitória de Bolsonaro nas eleições

O Ministro da Fazenda, Paulo Guedes, já descarregou: “Salvaremos o nosso Ministério da Indústria apesar do industrial brasileiro“ e desceu o relho, e propôs unir o Ministério da Fazenda com o da Indústria e Planejamento. Logo o setor industrial entrou em pânico, ou melhor, as entidades como CNI e outras.

Já no setor do agro a pergunta é: “Quem será o ministro?” E fica a questão: “Será bom ou será ruim a união do Ministério do Meio Ambiente com o Ministério da Agricultura?

Opiniões se dividem. Uns acham ótimo, pois assim poderia haver um entendimento e uma sincronia de assuntos comuns. Outros consideram desastroso, pois o meio ambiente é muito maior do que somente a agricultura.

Inclui cidades, indústria, comércio, toda a sociedade, e além disso, se uníssemos o meio ambiente a agricultura, abriríamos um flanco imenso para nossos competidores internacionais, para as ONGs e com consequências graves nas nossas relações com as 500 maiores corporações do agro que movimentam cerca de 70% do agribusiness mundial, além dos estados clientes que teriam nessa decisão outros bons motivos para ampliar a barganha com nossos produtos.

O que você acha?

Há um fundamento de que “somente o bom conflito nos leva a criatividade”. Portanto, a coisa boa do conflito, quando ele é bom, desse conflito criamos, nos engajamos e progredimos.

Por isso, que venha o conflito. Bom conflito cria e encoraja. E o mau conflito? Ao contrário, o mau conflito destrói e acovarda. E fica aqui a questão neste momento do país, vamos viver um bom ou um mau conflito?

Uma das respostas dessa questão está na plataforma que antecede o conflito, está no nível de confiança. Se existe confiança o debate e o conflito são bons. Se não houver confiança, nada se cria e o medo se apresenta.

Juntar o Ministério da Agricultura com Meio Ambiente, na minha opinião, vai dar errado e encrenca.

Por que não um ministério do agronegócio?

Mesmo com 25% do PIB integrando indústria e comércio com poderes para a gestão da cadeia de valor e não apenas de um elo dessa cadeia.

O post Agricultura e Meio Ambiente em um único ministério não é uma boa ideia apareceu primeiro em Agrosuperação.

Por: canalrural.com.br

COMPARTILHAR