Anvisa interdita medicamento para pressão

Remédio para pressão não passou em análise – Arquivo

RIO – A Anvisa interditou o lote 6562015 do medicamento Hidroclorotiazida fabricado pela empresa Laboratório Teuto Brasileiro S/A. O produto, indicado para tratamento de pressão alta, foi interditado por conta de resultados laboratoriais insatisfatórios.

Veja também

ENTENDA: Como funciona a suspensão de medicamentos

LEIA: Vinte e nove lotes do complexo de vitaminas Pharmaton são proibidos pela Anvsa

SAIBA TAMBÉM: Remédio para calvíce é suspenso

Segundo o laudo de análise fiscal emitido pelo Laboratório de Saúde Pública do Goiás (LACEN-GO), o lote 6562015 apresentou resultado não suficiente para o ensaio de dissolução. A suspensão vale para o lote da Hidroclorotiazida (validade 11/2018) comprimido, 50mg, foram, portanto, interditadas pela Agência.

A agência lembra que em caso de interdição de medicamento, a orientação ao consumidor é que suspensa o uso de produto que tenha em casa do lote suspenso.

Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail.

TROCAR IMAGEM

Quase pronto…

Acesse sua caixa de e-mail e confirme sua inscrição para começar a receber nossa newsletter.

Ocorreu um erro.
Tente novamente mais tarde.
Email inválido. {{mensagemErro}}

OGlobo