Câmara dos Deputados homenageia 50 anos da SUFRAMA e da Zona Franca de Manaus

Os 50 anos da SUFRAMA e do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) foram tema de sessão solene promovida pela Câmara dos Deputados, em Brasília, na manhã desta terça-feira (14). A sessão, proposta pelos deputados federais representantes do Estado do Amazonas, Conceição Sampaio e Pauderney Avelino, contou com a participação da superintendente da autarquia, Rebecca Garcia, de outros parlamentares da Casa e de representantes de órgãos públicos e entidades de classe.

 

Em seu pronunciamento, a superintendente Rebecca Garcia agradeceu, inicialmente, a homenagem prestada à instituição e todo o apoio da bancada federal da Amazônia na defesa dos pleitos de interesse da SUFRAMA e do modelo ZFM. Ela destacou ainda que, apesar da rica história da Zona Franca de Manaus, com diversos desafios superados e conquistas registradas, o modelo deve ser repensado, de forma a avançar a partir da geração de conhecimento e de novas possibilidades de industrialização com uso de matérias-primas regionais. “A história da Zona Franca de Manaus se confunde com a história do desenvolvimento do Estado do Amazonas e da Amazônia Ocidental. Hoje temos um parque industrial consolidado, com mais de 85 mil empregos diretos, mas o importante é olhar para frente. Precisamos de produtos industrializados a partir da Zona Franca Verde, o que irá nos colocar em condições de competir mais fortemente nas próximas décadas”, disse a dirigente.

 

A deputada Conceição Sampaio afirmou que o Brasil precisa olhar igualmente para todas as suas regiões e reconheceu também o esforço de todas as pessoas que prestaram contribuições aos 50 anos da Zona Franca de Manaus. “A ZFM, mesmo com algumas dificuldades, demonstra sucesso e promove a integração produtiva e social do País, garantindo a soberania nacional. A Zona Franca é prova do desenvolvimento com preservação da floresta. Com futuro promissor e com a prorrogação, existe muito a ser feito. Precisamos aproximar a indústria do Interior, levando mais empregos para essas regiões”, disse, apontando ainda a resolução do impasse envolvendo a estrada BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO), como um dos pontos críticos para o aprimoramento da gestão do modelo.

O deputado Pauderney Avelino reconheceu a importância da Zona Franca de Manaus para o desenvolvimento do Estado do Amazonas e disse que, passadas cinco décadas, muitos objetivos e benefícios foram atingidos a partir da atuação da SUFRAMA. “A ZFM abriga um dos principais parques industriais do País. Ela integra a região e seus benefícios chegam a todos, justificando sua prorrogação até 2073. O que precisamos agora é aprimorar a evolução do modelo tendo em vista as demandas da Amazônia”, disse Avelino. Ele destacou, em especial, os nomes de Paulo Pereira da Silva (responsável pela aprovação da base para o Decreto-Lei nº 288/1967) e de Bernado Cabral (promotor da constitucionalização da ZFM) como grandes personagens da história do modelo.

Por fim, o deputado Alfredo Nascimento, que atuou como superintendente da SUFRAMA entre março de 1991 e agosto de 1992,  destacou alguns desafios enfrentados pela ZFM como a diminuição de empregos e defendeu a autonomia administrativa da autarquia. “Há 25 anos eu era superintendente da autarquia e naquele tempo envidamos esforços para melhorar a infraestrutura de transporte do Polo Industrial de Manaus e promover as exportações, inclusive lutamos também pela interligação da BR-319. Sigo à disposição da ZFM para colaborar”, afirmou Nascimento.

COMPARTILHAR