Itaú Unibanco divulga vencedores da 10ª edição do Programa Ecomudança

Projetos selecionados vão contribuir para o desenvolvimento sustentável de comunidades na Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Pará e Mato Grosso do Sul.

O Itaú Unibanco acaba de anunciar os projetos que serão beneficiados pela 10ª edição do Programa Ecomudança. O objetivo é incentivar a redução das emissões de gases de efeito estufa nas categorias de energia renovável, manejo de resíduos, florestas e agricultura sustentável.Foram selecionados seis projetos com potencial de gerar renda para os envolvidos, com alto potencial de replicabilidade e que estão relacionados à redução de gases de efeito estufa. As seis iniciativas vão receber entre R$ 65 mil e 90 mil de apoio para iniciar projetos ou ampliar a atuação, totalizando cerca de R$ 500 mil. Os projetos devem beneficiar diretamente mais de 300 famílias, proporcionando geração ou incremento de renda, sempre por meio de negócios sustentáveis que contemplem os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), estipulados pela Organização das Nações Unidas (ONU).

“A cada ano nos surpreendemos positivamente com a qualidade dos projetos inscritos no Ecomudança e isso é o que nos motiva a querer contribuir, cada vez mais, com iniciativas realmente transformadoras para a vida de milhares de pessoas”, diz Denise Hills, consultora chefe de sustentabilidade do Itaú Unibanco. “A satisfação é ainda maior quando consideramos que os impactos desses projetos vão ao encontro dos ODS, principalmente em relação ao desenvolvimento sustentável e ao combate às mudanças climáticas”, destaca Denise.

A grande novidade da última edição foi a linha de apoio a organizações. O objetivo é gerar escala ao impacto do programa, por meio do apoio a empreendimentos com vocação de negócios (geração de receitas e auto sustentabilidade financeira), com impacto socioambiental e econômico na sua região. Em 2018 foi selecionada uma primeira organização que trabalha educação ambiental, cidadania e sustentabilidade, que foi contemplada com o aporte de aproximadamente 100 mil reais.

Em abril, o Itaú Unibanco divulgará o edital 2019 do Programa Ecomudança. A iniciativa seguirá com duas linhas de apoio – uma voltada a projetos e outra para organizações com vocação para se tornar negócios.

Confira abaixo os nomes dos seis projetos, as localidades e as instituições selecionadas:

1Quintais Agroflorestais – Nilo Peçanha/BA

Organização: Casa Familiar Agroflorestal do Baixo Sul da Bahia – CFAF

Contribuição para os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

  • ODS 1: Erradicação da Pobreza
  • ODS 5: Igualdade de Gênero e Empoderamento da Mulher
  • ODS 8: Trabalho decente e crescimento econômico
  • ODS 12: Consumo e Produção Responsáveis
  • ODS 13: Ação contra a mudança global do clima
  • ODS 15: Vida Terrestre – Biodiversidade, Floresta e Desertificação

2Aproveitamento de resíduo do coco de macaúba para produção de briquete – Montes Claros/MG

Organização: Associação de pequenos trabalhadores rurais de Riacho D’antas e adjacências – COOPRIACHÃO

Contribuição para os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

  • ODS 1: Erradicação da Pobreza
  • ODS 5: Igualdade de Gênero e Empoderamento da Mulher
  • ODS 7: Energia acessível e limpa
  • ODS 8: Trabalho decente e crescimento econômico
  • ODS 13: Ação contra a mudança global do clima
  • ODS 15: Vida Terrestre – Biodiversidade, Floresta e Desertificação

3Cacau de qualidade com energia renovável – Ibirapitanga/BA

Organização: Organização de Conservação da Terra – OCT

Contribuição para os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

  • ODS 1: Erradicação da Pobreza
  • ODS 7: Energia acessível e limpa
  • ODS 8: Trabalho decente e crescimento econômico
  • ODS 5: Igualdade de Gênero e Empoderamento da Mulher
  • ODS 12: Consumo e Produção Responsáveis
  • ODS 13: Ação contra a mudança global do clima
  • ODS 15: Vida Terrestre – Biodiversidade, Floresta e Desertificação

4Semeando Agroflorestas: renda aliada à preservação da biodiversidade – Uberlândia/MG

Organização: Associação Camponesa de Produção da Reforma Agrária do Município de Uberlândia (ACAMPRA)

Contribuição para os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

  • ODS 1: Erradicação da Pobreza
  • ODS 5: Igualdade de Gênero e Empoderamento da Mulher
  • ODS 8: Trabalho decente e crescimento econômico
  • ODS 12: Consumo e Produção Responsáveis
  • ODS 13: Ação contra a mudança global do clim
  • ODS 15: Vida Terrestre – Biodiversidade, Floresta e Desertificação

5Nascente Mulher – Itapetim e São José do Egito/PE

Organização: Associação Rede de Mulheres Produtoras do Pajeú

Contribuição para os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

  • ODS 1: Erradicação da Pobreza
  • ODS 5: Igualdade de Gênero e Empoderamento da Mulher
  • ODS 8: Trabalho decente e crescimento econômico
  • ODS 13: Ação contra a mudança global do clima
  • ODS 15: Vida Terrestre – Biodiversidade, Floresta e Desertificação

6Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade – Paragominas/PA

Organização: Cooperativa de trabalho de compostagem de Paragominas – COOMPAG

Contribuição para os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

  • ODS 1: Erradicação da Pobreza
  • ODS 5: Igualdade de Gênero e Empoderamento da Mulher
  • ODS 8: Trabalho decente e crescimento econômico
  • ODS 13: Ação contra a mudança global do clima
  • ODS 15: Vida Terrestre – Biodiversidade, Floresta e Desertificação

7Projeto contemplado pela linha de apoio à organização

Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade – Pantanal

Organização: Ecologia em Ação – ECOA

Contribuição para os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

  • ODS 1: Erradicação da Pobreza
  • ODS 5: Igualdade de Gênero e Empoderamento da Mulher
  • ODS 8: Trabalho decente e crescimento econômico
  • ODS 13: Ação contra a mudança global do clima
  • ODS 15: Vida Terrestre – Biodiversidade, Floresta e Desertificação

Sobre o Ecomudança

Desde sua criação, em 2009, o Ecomudança já investiu mais de R$ 6 milhões em 63 projetos de 21 estados brasileiros e no DF. Mais de 1.500 famílias já foram beneficiadas diretamente e houve redução da emissão de 34 mil toneladas de gases de efeito estufa na atmosfera. O edital Ecomudança 2018 recebeu 1126 inscrições entre março e abril de entidades sem fins lucrativos, como organizações sociais, fundações, cooperativas e associações, inclusive as que atuam como movimentos sociais. Outras informações em https://www.itau.com.br/sustentabilidade/riscos-e-oportunidades-socioambientais/ecomudanca.