Mega Drive será relançado no Brasil com entrada para cartuchos e sem HDMI

Sega Mega Drive

A TecToy anunciou na manhã desta segunda-feira (31) que vai relançar o Mega Drive no Brasil. Depois de muito estardalhaço nas redes sociais, a empresa confirmou que o clássico videogame estará de volta às lojas em junho de 2017 numa edição limitada. 

O design é o mesmo que vimos 28 anos atrás, quando a Sega lançou o videogame no Japão, e o controle é o clássico de três botões. Além disso, o Mega Drive será bivolt e contará com entrada para os bons e velhos cartuchos. Segundo a empresa, joysticks e cartuchos antigos vão funcionar no relançamento. A exceção são os jogos que têm a tecnologia lock-on, como Virtua Racing e Sonic & Knuckles, e o Power Base Converter, o adaptador que faz o videogame rodar títulos do Master System. 

Embora conte com entrada para cartão SD e venha com mais de 20 jogos na memória (entre eles Sonic 3, Alex Kidd, Golden Axe e Shinobi 3), o novo Mega Drive não é um emulador. Ele conta com um circuito integrado e emprega componentes similares aos da versão original lançada em 1988. 

O lado ruim de toda essa alegria nostálgica é que o console não vem com saída HDMI. Ao invés do novo padrão, a empresa brasileira optou por uma saída de vídeo composto para baratear o produto. Ela também alega que a adoção do HDMI não necessariamente resultaria em imagem e som melhores. Por enquanto, também, não há previsão de relançamento dos cartuchos, já que a TecToy alega precisar renovar as licenças dos jogos. 

Se isso não for motivo para fazer você desanimar, então siga em frente. O novo Mega Drive já pode ser encomendado no site da TecToy por a partir de R$ 379 no boleto. No cartão de crédito, o videogame sai por R$ 400 nesse período de pré-venda; depois o valor subirá para R$ 450. Quem adquirir o aparelho hoje o receberá a partir de junho de 2017. Será que a gente aguenta esperar até lá? 

Canaltech