OGX pede fim da recuperação judicial e ações disparam

Plataforma da OGX Petróleo no Campo de Waimea, na Bacia de Campos – Divulgação

SÃO PAULO – As ações da OGX e da OGX Participações operam em forte alta nesta sexta-feira após as empresas pedirem o encerramento de seu processo de recuperação judicial, condição que estavam desde outubro de 2013. Os papéis da empresa de óleo e gás têm alta de 42,85%, cotados a R$ 1,40, e os da empresa de participações registram valorização de 65,90%, a R$ 5,06. Nenhum dos dois faz parte do Ibovespa, que reúne as ações mais negociadas na B3 (ex-BM&FBovespa).

Veja também

O pedido para o encerramento da recuperação judicial também inclui a OGX Austria e a OGX Internacional. As empresas somavam, na época, dívida de R$ 13,8 bilhões. “As recuperandas ingressaram, junto ao juízo da 4ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Rio de Janeiro, com pedido de encerramento do processo de recuperação judicial, tendo sido cumpridas todas as obrigações previstas em seus respectivos planos vencidas até dois anos após a concessão da recuperação judicial”, justificaram a empresa.

A OGX era uma das empresas da EBX, do empresário Eike Batista. O plano de recuperação judicial foi aprovado em junho de 2014 e, no mesmo ano, a empresa fez um aumento de capital, convertendo créditos em ações, o que ajudou no processo de recuperação.

Para que as empresas saiam da recuperação judicial, no entanto, a 4ª Vara Empresarial precisa aprovar esse requerimento.

Devido à notícia, é maior a negociação com os papéis da OGX e OGX Participações. Por serem papéis de baixo valor, qualquer alta no preço da cotação representa uma variação expressiva. Essas ações têm cada cerca de 3 mil negociações hoje. No entanto, o número é bem abaixo do que é registrado por companhias que fazem parte de algum índice. A Petrobras, por exemplo, está com quase 30 mil negócios nesta sexta-feira.

Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail.

TROCAR IMAGEM

Quase pronto…

Acesse sua caixa de e-mail e confirme sua inscrição para começar a receber nossa newsletter.

Ocorreu um erro.
Tente novamente mais tarde.
Email inválido. {{mensagemErro}}

OGlobo