ATUALIZAÇÃO, 06/2020: O fim está próximo: dentro de poucos meses, o Tribunal de Justiça da União Europeia irá julgar o recurso da Bayer contra a proibição dos neônicos. Essa decisão poderá manter ou anular a proibição total dos pesticidas neônicos responsáveis por matar abelhas. Trabalhamos muito pela proibição, por isso é crucial que membros de todo o mundo nos ajudem a garantir essa vitória no continente europeu.

O próprio diretor de sustentabilidade da Bayer disse que “aceitaria o julgamento da sociedade” sobre neônicos. Adicione seu nome agora para dizer a ele e a toda diretoria da empresa que você está do lado das abelhas!

A Bayer acaba de anunciar que está tentando reverter judicialmente a decisão histórica que proíbe a venda de pesticidas que matam abelhas.

Se vencer, será o fim das abelhas.

Recentemente, centenas de milhares de membros da SumOfUs ajudaram a conseguir uma proibição histórica dos neônicos tóxicos em toda a União Europeia (UE). Não podemos ficar de braços cruzados e deixar a indústria de pesticidas destruir tudo o que conquistamos para as abelhas.

Estes animais são vitais para a nossa alimentação. Mas as abelhas e outros animais polinizadores estão desaparecendo em uma velocidade catastrófica e os pesticidas neônicos são os principais culpados. É por isso que manter a proibição dos neônicos feita pela UE é tão importante.

Em maio deste ano, o Tribunal de Justiça da UE decidiu a favor de uma proibição parcial de três neônicos – e esperávamos que o caso fosse definitivo para as abelhas.

Mas agora, a Bayer anunciou que quer apelar a decisão. Se vencer, a proibição quase completa destes pesticidas será revertida!

Mas o poder das pessoas é a maior ameaça da Bayer.

Milhares de membros da SumOfUs já doaram para ajudar a enviar a Bee Defender Alliance – um pequeno grupo de cientistas e apicultorxs independentes – e sua excelente equipe jurídica ao Tribunal de Justiça da UE para enfrentar a Bayer. Uma enorme petição mostrará à Bayer, às pessoas tomadoras de decisão e à mídia que toda a Europa ainda apóia as abelhas. Não vamos recuar até que a Bayer pare com suas táticas de intimidação.