O trabalho reflete o propósito da empresa e seu amplo histórico de práticas de sustentabilidade e de respeito ao meio ambiente.
A Agropalma, maior produtora de óleo de palma sustentável das Américas, comemora seu 39º aniversário apresentando ao mercado seu reposicionamento de marca e a nova identidade visual. A empresa, que possui unidades industriais em Tailândia e Belém, no Pará, e Limeira, em São Paulo, é referência em sustentabilidade e está em constante evolução.
A nova marca reflete a força da Agropalma, que vem da natureza, das pessoas e das relações cultivadas com seus públicos, provando ser possível aliar tecnologia e inovação à preservação da natureza. Além disso, mostra que é viável gerar um impacto positivo para o planeta e para a sociedade ao mesmo tempo que, cada vez mais guiada por um pensamento centrado no cliente, oferece soluções de alto valor agregado.


O projeto de branding começou em fevereiro deste ano e contemplou, num primeiro momento, entrevistas internas, visitas às fábricas, conversas com clientes e stakeholders, análise de cenário, além do diagnóstico da identidade visual da marca. “O trabalho, desenvolvido em parceria com a FutureBrand, nos ajudou a definir os novos desafios e oportunidades para o futuro da empresa, assumindo uma visão transformadora e comprometida em tornar a palma brasileira uma referência mundial em sustentabilidade. Já as mudanças na logomarca e na identidade visual traduzem uma Agropalma mais moderna e atual”, informa André Gasparini, Diretor Comercial e Marketing da Agropalma.
Fundada em 1982, a empresa adota práticas concretas visando o desenvolvimento socioambiental das regiões onde atua: investe na preservação da floresta e da biodiversidade, aproveita os resíduos do processo como fonte de energia e contribui com o desenvolvimento das comunidades do seu entorno.
“O compromisso com a sustentabilidade está no DNA da Agropalma e se reflete em nossa estratégia de negócios. Olhando para o futuro, traçamos nossos planos, projetando um crescimento de 50% em nossa produção para os próximos cinco anos. Para atingir esse objetivo, estamos investindo em diferentes áreas, do campo à infraestrutura e tecnologia, mantendo sempre como pilar principal as práticas de ESG, que norteiam nossas ações de preservação do meio ambiente, responsabilidade social e governança”, explica Beny Fiterman, Presidente da Agropalma e das empresas não financeiras do Conglomerado Alfa.
Com investimentos contínuos em tecnologia, pesquisa e desenvolvimento, a Agropalma possui hoje um portfólio diverso e atestado por várias certificações, incluindo FSSC 22000 e RSPO (Mesa Redonda do Óleo de Palma Sustentável). Além de possuir um vasto portfólio de óleos e gorduras para as indústrias alimentícia e cosmética, também desenvolve soluções customizadas de acordo com a necessidade de cada cliente.
Evolução constante em sustentabilidade
A mais recente iniciativa ambiental da Agropalma é o desenvolvimento do projeto de créditos de carbono. “A busca pelo Caborno Zero é um dos principais desafios de empresas e governos para o cumprimento das metas estabelecidas pelo Acordo de Paris. Para a Agropalma, este projeto é um grande passo nesse sentido, pois significa não apenas dizer que somos uma empresa neutra em emissões, mas que passamos também a contribuir para que outras companhias possam fazer a sua parte no combate às mudanças climáticas”, explica Tulio Dias Brito, Diretor de Sustentabilidade da Agropalma.
A relação com as comunidades também está no centro da estratégia da Agropalma. A empresa é pioneira no programa de agricultura familiar com palma, por meio do qual estabeleceu parceria com 195 agricultores familiares. O programa é um sucesso em termos de produção e renda e, portanto, será expandido nos próximos anos, respeitando os devidos critérios socioambientais.

Sobre a Agropalma
A Agropalma é a maior produtora de óleo de palma sustentável das Américas. Sua atuação perfaz toda a cadeia produtiva, da produção de mudas ao óleo refinado e gorduras especiais às soluções de alto valor agregado, incluindo produtos orgânicos. Sua trajetória começou em 1982, no município de Tailândia, no Pará. Atualmente, a empresa conta com seis indústrias de extração de óleo bruto, um terminal de exportação alfandegado, duas refinarias e emprega cerca de 5 mil colaboradores. A Agropalma tem como propósito tornar a palma sustentável uma referência brasileira. Para mais informações, acesse: www.agropalma.com.br.