Instituto Amazônia +21 será lançado na próxima segunda-feira, 11, às 8h, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM). Voltada para empreendedores de negócios sustentáveis interessados em investir e fazer parcerias na Amazônia, a iniciativa será apresentada pelo seu principal articulador, Marcelo Thomé, em reunião em formato hibrido, com transmissão simultânea pelo Youtube da FIEAM no link (www.youtube.com/FIEAM).
Entre as ações a serem desenvolvidas pelo Instituto, Marcelo Thomé anuncia serviços de assessoria na aplicação de recursos para projetos sustentáveis, articulação de parcerias voltadas para a incorporação de novas tecnologias, consultoria técnica com base em critérios ESG (Environmental, Social and Governance) orientados por gestão eficiente de projetos, difusão de práticas ESG voltadas para a Região Amazônica e mensuração de resultados e impactos dos projetos implementados.
O Amazônia +21, segundo ele, vai permitir um novo ciclo econômico de capacitação de pessoas, e melhorar o nível de competência profissional da população amazônica com foco na retenção desses talentos nas suas localidades. Contemplar as comunidades locais e populações tradicionais da Amazônia é um dos objetivos que tem a participação dos nove estados da Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do estado do Maranhão).

Saiba mais sobre Marcelo Thomé da Silva Almeida – diretor Estratégico do Instituto Amazônia +21:

Arquiteto e urbanista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é empresário da construção civil. Acumula os cargos de presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) e da Ação Pró-Amazônia. Também preside a Agência de Desenvolvimento de Porto Velho e o Conselho Temático de Meio Ambiente e Sustentabilidade da CNI.