Minas Gerais e São Paulo continuam com alerta de transtornos por instabilidade no tempo

São Paulo -As chuvas na cidade em janeiro deste ano já se aproximam da média para todo o mês registrada nos últimos quatro anos, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) do município. O CGE registrou 241,6 milímetros (mm) de chuva, próximo da média para o período, que é de 256,5 mm. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

A área do Brasil que concentra maior risco ao longo da semana, devido a instabilidade no tempo, é a região Sudeste, principalmente Minas Gerais e São Paulo. Nos últimos dias esses estados contaram com uma concentração de volume de chuva considerável. A informação é do meteorologista do Inmet, Heráclito Alves.

“Continuam com um risco elevado, até por conta da própria condição formada nas últimas semanas. Com isso, mantém-se sim esse cuidado e sempre recomendamos acompanhar, pelo portal do Inmet, os avisos meteorológicos diários, sempre atualizados. Principalmente para quem está no sul do Sudeste, Centro-Oeste e em algumas áreas do Nordeste”, destaca.

A orientação é que a população fique atenta às previsões do tempo e aos avisos meteorológicos sobre as áreas de maior risco e vulnerabilidade. Ainda segundo Alves, é fundamental seguir as orientações do Corpo de Bombeiro, da Defesa Civil e, com isso, evitar acidentes mais graves.

Centro-Oeste

No Distrito Federal, a semana começa com instabilidade. Haverá chuva a qualquer hora do dia, com temperaturas em elevação, o que provoca pancadas principalmente no período da tarde. As temperaturas no DF ficam com mínima de 18°C e máxima de 29°C, com umidade do ar entre 95% e 50%.

Já considerando o Centro-Oeste como um todo, as chuvas ficam mais concentradas sobre Mato Grosso, Goiás e no DF. No Mato Grosso do Sul haverá chuva na metade norte do estado, na divisa com Mato Grosso e Goiás. As temperaturas em elevação, em torno de 37°C, com mínima de 18°C. A umidade do ar varia entre 95% e 20%.

Nordeste

Já no Nordeste do país, as instabilidades ficam mais concentradas no sul do Maranhão, Piauí e Bahia. Isso aumenta as chances de pancadas de chuva com trovoadas, principalmente no período da tarde. As temperaturas continuam altas no Nordeste, com máximas de 37°C, sobretudo no Piauí, Ceará e Paraíba. A mínima será em torno de 17°C, principalmente na Chapada Diamantina, na Bahia.

Sudeste

Na região Sudeste, principalmente em Minas Gerais, Rio de Janeiro e norte de São Paulo espera-se um volume mais expressivo de chuva, com áreas de maior instabilidade. Já no Espírito Santo e grande parte de São Paulo, as chuvas são mais escassas, mas não se descarta chuva isolada, principalmente no sul de São Paulo e no extremo-norte do Espírito Santo. As temperaturas variam entre 12°C e 35°C. A umidade do ar fica entre 95% e 35%.

Sul

Na região Sul, há uma frente fria que avança e deixa instabilidades no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, onde podem ocorrer pancadas de chuva, principalmente no período da tarde. Há riscos para queda de granizo em áreas mais pontuais. A temperatura na região Sul ficará com mínima de 10°C e máxima de 35°C. A umidade do ar estará entre 95% e 25%.

Norte

Na região Norte do país a combinação de calor com a alta umidade do ar deixa o céu com nuvens carregadas nos próximos dias. Na maior parte da região no período da tarde e início da noite deverá chover, com rajadas de vento. A temperatura varia com mínima de 20°C e máxima de 35°C. A umidade do ar fica entre 95% e 45%.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui