Ministério da Justiça cria força-tarefa para tentar coibir desmatamento ilegal na Amazônia

Governo pretende investir R$ 170 milhões na ação, que deve envolver, ao todo, 1,2 mil servidores. Força-tarefa, chamada de ‘Guardiões do Bioma’, vai atuar no Amazonas, Pará e Rondônia. O Ministério da Justiça anunciou nesta sexta-feira (25) a criação de uma força tarefa para tentar coibir o desmatamento ilegal na Amazônia.

A operação, batizada de Guardiões do Bioma, vai atuar nos estados nos estados do Amazonas, Pará e Rondônia.

O Governo federal deve investir R$ 170 milhões nos trabalhos. Ao todo, 1,2 mil servidores vão compor o efetivo de fiscalização.

O Ministério da Justiça informou que as bases da operação vão receber profissionais das forças federais, estaduais e dos órgãos de fiscalização ambiental. O objetivo, segundo a pasta, é intensificar as ações para identificar e punir os responsáveis pelos crimes ambientais.

Participarão da coordenação da Força-tarefa o Ministério da Justiça, o Ministério do Meio Ambiente, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, Ibama e Icmbio.

No ano passado, o Ministério da Justiça lançou uma operação parecida com foco nos incêndios florestais. O balanço da pasta aponta que em cinco meses de operação os agentes combateram 17 mil focos de incêndio e aplicaram 1,5 mil multas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui