Revista Amazonia

Movimento Parent in Science recebe o Prêmio Nature para Mulheres Inspiradoras na Ciência

A editora britânica Nature anunciou o movimento brasileiro Parent in Science como a iniciativa vencedora do prêmio Mulheres Inspiradoras na Ciência, na categoria “Science Outreach”, pelo trabalho desenvolvido na sistematização de dados e luta pela implantação de políticas de apoio às mães na academia.

O prêmio, que pela primeira vez é concedido a um grupo brasileiro, é uma parceria da editora Nature com a companhia Estée Lauder, da área de cosméticos. O objetivo da premiação é celebrar e apoiar as conquistas das mulheres na ciência e de todos aqueles que trabalham para encorajar meninas e mulheres jovens a se envolverem e permanecerem na ciência.

O movimento Parent in Science surgiu em 2016 com a missão de mudar a forma como a parentalidade, e mais especificamente a maternidade, é percebida na área acadêmica, lutando por um ambiente científico mais igualitário, diverso e justo.

O grupo já realizou pesquisas que demonstraram os impactos da maternidade na carreira das cientistas no Brasil, além de incentivar o desenvolvimento de políticas de apoio às mães cientistas, levando em consideração a intersecção com raça e todos os demais aspectos que impactam a maternidade. O movimento é formado por 17 pesquisadoras no núcleo central, porém, em 2019, teve uma expansão, englobando atualmente 72 embaixadoras em várias universidades brasileiras.

Com a premiação, o movimento ganhou US$ 40 mil, além do convite para apresentações e mentorias na empresa Estée Lauder.

A lista completa dos projetos vencedores está disponível no site do Prêmio Nature.

Exit mobile version