PASSEIOS PARA FAZER EM BELÉM NO CÍRIO DE NAZARÉ

Visitar a cidade de Belém, independente da época do ano, é sempre uma boa pedida que, com certeza, renderá lembranças inesquecíveis para você. Mas, dar um pulo na capital do Pará na época do Círio de Nazaré, que ocorre todo segundo domingo do mês de outubro, é, sem dúvidas, uma das experiências mais sensacionais que você terá.
O Círio de Nazaré é considerado como o Natal dos Paraenses. Durante a procissão, mais de 2 milhões de pessoas vão às ruas agradecer ou para pedir proteção à Nossa Senhora de Nazaré, a padroeira de Belém. A cidade fica repleta de passeios e atividades, que atraem milhares de turistas do Brasil e de fora também.

Por isso, se estiver planejando conhecer essa festividade religiosa, que é considerada como a maior procissão católica do mundo, é essencial montar um roteiro que ajude você a aproveitar o que há de melhor na cidade durante os dias do Círio. Simplesmente tem muita opção bacana e interessante! O que vai ser difícil, na verdade, é você ficar parado no hotel.
Engana-se quem acha que o Círio de Nazaré é um evento que só os católicos podem gostar. A energia das pessoas na rua, as demonstrações de fé e a emoção tomam conta de toda a cidade. É uma sensação maravilhosa, uma vibração que deixa o clima de Belém todo diferente.

Vale ainda dizer que a cidade fica cheia de atrações, festinhas e eventos culturais. Fora os passeios tradicionais que são obrigatórios para quem quer conhecer o que Belém tem a oferecer.
Quer saber o que fazer? Vem comigo!
Estação das Docas

Esse lugar merece ser contemplado durante algumas horinhas da sua estadia em Belém. E motivos não faltam para aproveitar a Estação das Docas.
Você fica de frente para a Baía do Guajará e pode apreciar uma vista ótima, tomar um suco ou drink bem geladinho para se refrescar do calor e até comer alguma comidinha em um dos restaurantes do local.
Além disso, ainda tem a feirinha fixa da Estação, com artesanato local, chocolates com recheio de doces paraenses (como de cupuaçu e bacuri), bijuterias com o charme da Amazônia e muito mais.
A minha dica é que você comece a visita na hora do almoço, escolhendo o Restaurante Lá em Casa para provar uma das iguarias da culinária paraense. Depois, vá direto para a Cairu, sorveteria que foi eleita a melhor do Brasil pelo site de viagens TripAdvisor, e se perca em meio aos milhares de sabores regionais que vão te dar água na boca.

Aproveite e termine o dia na Amazon Beer, assistindo a um belíssimo pôr-do-sol. A cervejaria produz artesanalmente a bebida usando as frutas amazônicas. Inclusive, a cerveja de açaí, a Açaí Stout, foi eleita a melhor do Brasil pelo Concurso Brasileiro de Cervejas. Ou seja: sente, prove os mais variados tipos de cerveja super diferentes, e ainda finalize a jornada muito bem.

Mangal das Garças

Se prepare para ser surpreendido nesse local. E não é à-toa, viu? O Mangal das Garças é um complexo com 40.000 m² que abriga o Museu Amazônico da Navegação, o Farol de Belém, o Viveiro dos Pássaros, em que o visitante entra em contato direto com pássaros exuberantes da região Norte, o Orquidário e o Borboletário, que é maravilhoso!

Nesse último, por exemplo, o ambiente é todo preparado para abrigar centenas de borboletas que voam livremente entre os visitantes, dando um espetáculo particular para o momento. Ainda no Mangal, também é possível visitar o Criatório e Viveiro de Plantas e o Armazém do Tempo.
Aproveite que é a época do Círio de Nazaré e planeje o seu dia por lá mesmo, almoce no Restaurante Manjar das Garças, eleito um dos melhores da capital, e não tenha medo de provar os mais variados pratos servidos pelo chef. Você entenderá os motivos da culinária paraense ser uma das melhores do Brasil.
Teatro da Paz

O mais lindo! Bem no centro da Praça da República fica localizado o Teatro da Paz. Uma belíssima construção datada do ano de 1878, período áureo e marcante do Ciclo da Borracha em Belém.
O teatro foi a primeira casa de espetáculos da Amazônia e possui detalhes grandiosos: mais de mil lugares, lustres de cristal, piso em mosaico de madeiras nobres, dezenas de obras de artes, elementos decorativos revestidos com folhas de ouro e uma acústica perfeita. Dá para você fazer visitas guiadas e conhecer calmamente a sua beleza.

Na época do Círio é possível ainda que você encontre algum espetáculo que esteja ocorrendo por lá. Então, se esse for o caso, invista nos ingressos para ter ainda uma experiência por completo desse teatro riquíssimo em detalhes.
Basílica de Nossa Senhora de Nazaré

Difícil estar em Belém no Círio e não conhecer a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré. No entanto, você terá que ter um pouquinho de paciência, porque durante as festividades de outubro é comum a movimentação ser muito maior em comparação aos outros meses do ano.
Na Basílica você terá a oportunidade de ver bem de pertinho a imagem original de Nossa Senhora de Nazaré, que foi encontrada pelo caboclo Plácido José de Souza, no ano de 1700, às margens de um igarapé em Belém. Ela é protegida por uma berlinda e só desce do ponto mais alto da igreja durante o Círio.
Esse será um dos passeios mais emocionantes durante a sua visita. Então, prepare as emoções e se renda à energia que emana de todos que estão ali presentes. Depois, conheça também o Arraial de Nazaré, que são os tradicionais brinquedos instalados logo ao lado da Basílica, como um parque de diversões.

Complexo Feliz Lusitânia

Outros pontos turísticos importantíssimos de Belém ficam no bairro da Cidade Velha. Um bairro com casinhas antigas, que contam um pouquinho da rica história da cidade. Entre as construções importantes por lá, destaco o Complexo Feliz Lusitânia, com vários lugares lindíssimos para visitar:
Catedral da Sé: a primeira igreja construída de Belém e uma da mais belas.
Forte do Presépio: a fortaleza que protegia a cidade há centenas de anos.
Casa das Onze Janelas: Fica bem ao lado do Forte do Presépio. Atualmente o lugar conta com um museu de artes e tem um jardim delicioso de frente para a Baía do Guajará.
Igreja de Santo Alexandre: Erguida em 1616, a Igreja de Santo Alexandre tem características barrocas, porém com elementos naturais da Amazônia.
Museu de Arte Sacra: Coladinho na Igreja de Santo Alexandre. Tem um acervo belíssimo de arte Sacra, um jardim interno e obras feitas também por indígenas.
Ilha do Combu

Belém do Pará é urbana. Turistas que esperam encontrar um clima bucólico com fauna e flora da Amazônia podem até se frustrar, ainda mais na época do Círio de Nazaré, em que a cidade está pipocando de gente.
Para quem quer se conectar com a floresta e quem sabe tomar um bom banho de rio, sugiro conhecer a Ilha do Combu. Para esse passeio, separe uma manhã inteira.

Para chegar até lá, deve-se atravessar a Baía do Guajará de lancha. A travessia parte da Praça Princesa Isabel e dura cerca de 15 minutos.  Do outro lado da Baía, existem vários restaurantes com comidas regionais, bebidas e estrutura para um bom banho de rio. Entre os melhores para aproveitar a estadia no Combu, indico:
Chalé da Ilha do Combu: Fica em um braço de rio, que corta a Ilha. Ótimo para levar as crianças, pois além de uma boa estrutura para tomar banho de rio (com instrutores salva-vidas, bóias e coletes), eles contam ainda com piscinas, parquinho e área para jogar vôlei, futebol e tem mesinhas de totó. As águas são calmas, não tem tanta maré e isso é super vantagem para quem quer ficar o dia inteiro se deliciando na água.
Solar da Ilha: O grande diferencial deste é a vista poética que se tem de Belém. Olhar os prédios, tão distantes, visto do outro lado do rio em um pôr do sol é uma das visões mais lindas da cidade, com toda a certeza. O lugar passou recentemente por uma reforma, e isso quer dizer que a estrutura está super bacana para receber os turistas no Círio.
Definitivamente, o Círio é o momento ideal para fazer todos esses passeios, aproveitando para provar os sabores da culinária local e todos os encantos e mistérios da cultura paraense.

Por: www.icmbio.gov.br

COMPARTILHAR