Revista Amazonia

PNUD e Universidade de Oxford ensinam-lhe a calcular o Índice de Pobreza Multidimensional

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Iniciativa pela Pobreza e Desenvolvimento Humano da Universidade de Oxford (OPHI) convidam-no a inscrever-se no curso online  massivo  e grátis sobre o “Desenho do Índice da Pobreza Multidimensional (IPM)”.

O curso foi lançado hoje e está aberto a todos os que estejam interessados em estudar e analisar a pobreza, a nível local e nacional. Os decisores políticos, técnicos das instituições públicas e actores de desenvolvimento são especialmente encorajados a participarem nesta formação, para terem uma melhor percepção das várias dimensões da pobreza, como medi-las e como combatê-las.

As aulas serão online, dadas em inglês e terão a duração de um mês – de 16 de Março a 17 de Abril. O curso será adaptado às necessidades e experiências de cada país e para isso foram incluídos os contributos dos vários escritórios regionais do PNUD, incluindo o Escritório Regional de África.

Os primeiros módulos serão leccionados pelo Administrador do PNUD, Achim Steiner, e pela Directora da OPHI, Sabina Alkire, pois ambas as instituições entendem o valor acrescentado que este curso trará para todos. O PNUD e a OPHI estão empenhados em ensinar gratuitamente os métodos e conceitos de desenho do Índice da Pobreza Multidimensional, para contribuir para os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, em particular o número 1, que pretende acabar com a pobreza em todas as suas formas e em todos os lugares.

De referir que o relatório do Índice de Pobreza Multidimensional global 2019 revelou que 51,1% da população em Angola vive em pobreza multidimensional. No ano passado, o Instituto Nacional de Estatística (INE) ‒ em parceria com o PNUD e a OPHI ‒ publicou o primeiro Relatório sobre Pobreza Multidimensional nos Municípios de Angola, que apresenta os níveis da pobreza multidimensional em todos os 164 municípios do país.

O Índice de Pobreza Multidimensional global tem três dimensões ‒ saúde, educação e nível de vida ‒ e 10 indicadores. Saiba mais e inscreva-se aqui.

Exit mobile version