Ecad diz que marchinhas são as mais tocadas no carnaval

O Carnaval é uma festa que se tornou sinônimo de música, dança e alegria. No Brasil, essa celebração tem uma trilha sonora muito especial: as marchinhas carnavalescas. De acordo com um levantamento do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), 14 das 20 músicas mais tocadas em todo o Brasil no Carnaval de 2023 eram marchinhas.

A Rainha das Marchinhas

Liderando o ranking aparece a música “Mamãe eu quero”, de Jararaca e Vicente Paiva. Esta canção, com seu ritmo contagiante e letra divertida, captura perfeitamente o espírito do Carnaval brasileiro.

Direitos Autorais e o Carnaval

No Carnaval do ano passado, o Ecad distribuiu R$ 19,9 milhões em direitos autorais de execução pública para mais de 12 mil compositores, intérpretes, músicos e outros artistas que tiveram suas canções tocadas desde o período de pré-folia até os últimos eventos carnavalescos realizados no país.

Muitos artistas têm suas músicas tocadas especialmente nessa época do ano e são beneficiados com o pagamento do direito autoral. A instituição reforça a importância do licenciamento para executar músicas durante os dias de folia.

Campanha de Conscientização

Para preservar a classe artística, o Ecad lançou uma campanha de Carnaval focada na conscientização sobre o pagamento do direito autoral. Intitulada “Com música a folia fica melhor”, a ação é voltada para quem vai utilizar música em programações e eventos carnavalescos, como organizadores e promotores de shows, trios elétricos, blocos de rua, prefeituras e casas de espetáculos, entre outros.

A campanha conta com uma landing page, depoimentos de artistas, postagens nas redes sociais e envio de e-mails reforçando a importância da música para esses eventos.

A Importância do Licenciamento Musical

A superintendente executiva do Ecad, Isabel Amorim, salientou que não existe Carnaval sem música e os compositores, intérpretes e músicos têm o direito de serem remunerados quando suas músicas são tocadas.

“É importante lembrar que o direito autoral é diferente do cachê. O direito autoral pago por meio do Ecad é destinado a compositores e demais criadores das músicas tocadas em eventos, bailes, clubes e outros locais. Por isso, é fundamental que os organizadores de eventos de Carnaval, sejam eles da iniciativa pública ou privada, façam o licenciamento musical”, afirmou.

A obrigatoriedade do licenciamento musical prévio é uma determinação da legislação, por meio da Lei dos Direitos Autorais (9.610/98). A lei estipula, inclusive, que não é necessário que um evento tenha finalidade de lucro para que os seus responsáveis e organizadores tenham que efetuar o pagamento dos direitos autorais pelas músicas tocadas.

O Carnaval é uma celebração da música e da cultura brasileira. As marchinhas carnavalescas, com suas melodias alegres e letras divertidas, são uma parte essencial dessa festa. Ao mesmo tempo, é importante lembrar a importância dos direitos autorais e do licenciamento musical para garantir que os artistas que criam essas músicas sejam devidamente remunerados. Com música, a folia realmente fica melhor!

As Músicas Mais Tocadas no Carnaval

Além de “Mamãe eu Quero”, que lidera o ranking, as músicas mais tocadas em blocos, bailes de carnaval, clubes, casas de diversão, eventos de rua, shows e trios elétricos no último carnaval, em todo o Brasil, incluem uma variedade de marchinhas e canções populares. Aqui estão as 20 principais músicas do ranking:

  1. “Mamãe eu Quero”, de Jararaca e Vicente Paiva
  2. “Zona de Perigo”, de Fellla Fellings, Yves, Rafa Chagas, Pierrot Junior, Lukinhas e Adriel Max
  3. “Allah-la-ô”, de Haroldo Lobo e Antonio Nassara
  4. “Marcha do Remador”, de Castelo e Antonio Almeida
  5. “A Jardineira”, de Humberto Carlos Porto e Benedito Lacerda
  6. “Me dá um dinheiro aí”, de Homero Ferreira, Glauco Ferreira e Ivan Ferreira
  7. “Eva”, de Cartavetrata, Umto e Ficarelli
  8. “Ta-hi”, de Joubert De Carvalho
  9. “Cabeleira do Zezé”, de João Roberto Kelly e Roberto Faissal
  10. “Não quero dinheiro”, de Tim Maia
  11. “Cachaça”, de Heber Lobato, Lucio de Castro, Marinosio Filho e Mirabeau
  12. “Vassourinhas”, de Batista Ramos e Mathias da Rocha
  13. “Quem sabe, sabe”, de Jota Sandoval e Carvalinho
  14. “Tesouro de pirata”, de Fuzza
  15. “Ziriguidum”, de Marcelão
  16. “País tropical”, de Jorge Ben Jor
  17. “Cidade Maravilhosa”, de Andre Filho
  18. “O teu cabelo não nega”, de Raul Do Rego Valença, João Valença e Lamartine Babo
  19. “Saca-rolha”, de Zilda do Zé, Zé da Zilda e Waldir Machado
  20. “Arerê”, de Gilson Babilonia e Alaim Tavares
  21. “Mulata iê iê iê”, de João Roberto Kelly

Essas músicas, com suas melodias alegres e letras divertidas, são uma parte essencial da celebração do Carnaval no Brasil. Elas capturam o espírito da festa e proporcionam a trilha sonora para os foliões em todo o país. A música é uma parte tão integral do Carnaval que é difícil imaginar a festa sem ela. E, como mostra o ranking, as marchinhas carnavalescas continuam a ser uma parte importante da tradição musical do Carnaval brasileiro.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas

×