Edital vai apoiar colaborações entre pesquisadores de São Paulo e do Pará

A FAPESP e a Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) lançaram uma chamada de propostas que engloba as seguintes áreas do conhecimento: energia; mineração; infraestrutura logística; agronegócios, agricultura e alimentos; tecnologias de informação e comunicação; saúde, educação e segurança pública.

O edital visa fomentar colaborações científicas entre pesquisadores ligados a instituições de ensino superior e pesquisa dos Estados de São Paulo e do Pará. Insere-se no âmbito do acordo de cooperação envolvendo as signatárias do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), que incluem FAPESP e Fapespa.

A iniciativa conjunta se alinha ao objetivo maior da parceria entre as fundações, que é apoiar a formação e/ou fortalecimento de redes de pesquisa entre São Paulo e Pará que contribuam com o avanço científico e tecnológico dos respectivos Estados.

Equipes de pesquisa do Pará e de São Paulo deverão elaborar conjuntamente as propostas, nas quais devem constar dois pesquisadores responsáveis, um de cada Estado. Serão aceitas propostas submetidas até 4 de agosto pelo Sistema de Apoio à Gestão (SAGe) – o pesquisador responsável parceiro do Pará precisa se cadastrar no SAGe para que possa ser indicado na proposta como membro da equipe.

As fundações reservarão um orçamento total de R$ 6 milhões para financiar propostas por até dois anos, sendo que a Fapespa aportará R$ 2 milhões e a FAPESP o restante. A fundação paraense apoiará propostas aprovadas com um valor máximo de R$ 150 mil por projeto, enquanto o valor máximo por projeto definido pela fundação paulista é de R$ 300 mil. O valor desembolsado por cada fundação irá contemplar a metade do projeto colaborativo sediada em seu respectivo estado.

Na FAPESP, as propostas tramitarão de acordo com as condições e critérios de elegibilidade da modalidade de apoio Auxílio à Pesquisa – Regular.

A chamada de propostas está disponível em: fapesp.br/15510.