Empréstimo: Cooperativas de Crédito concorrem com bancos visando a safra 2023/24

 

Mesmo diante dos desafios enfrentados pelo setor agrícola, as três principais cooperativas de crédito atuantes no agronegócio estão projetando um significativo aumento em suas carteiras durante a safra 2023/24, consolidando sua presença e conquistando fatias de mercado que antes pertenciam às instituições financeiras tradicionais.

O diretor financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Alexandre Abreu, recentemente destacou o papel das cooperativas de crédito como protagonistas de uma “revolução silenciosa” no setor. De fato, essas organizações, que antes operavam nas sombras dos gigantes bancários, agora competem lado a lado em eventos agrícolas importantes, como a Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR).

Gustavo Freitas, diretor-executivo de crédito do Sicredi, a maior cooperativa de crédito rural do país, observa que a organização continua a crescer mesmo em tempos de crise. Embora os números para a safra 2023/24 indiquem um aumento mais modesto do que o esperado, o Sicredi ainda está empenhado em fornecer recursos significativos ao setor agrícola, especialmente aos pequenos agricultores.

No caso do Sicoob, segunda maior cooperativa de crédito no agronegócio, a demanda por recursos para custeio permanece forte, refletindo a resiliência dos produtores mesmo diante das adversidades enfrentadas na última safra. A cooperativa projeta um aumento considerável na oferta de crédito para este ciclo, com uma carteira bem equilibrada entre pequenos, médios e grandes produtores.

A Cresol, terceira colocada no ranking das cooperativas de crédito do agronegócio, também está empenhada em fornecer financiamentos para o setor. Embora os desafios impostos pela quebra da safra possam afetar o resultado final, a organização continua comprometida em apoiar os agricultores e promover o crescimento sustentável do agronegócio.

Enquanto isso, o Banco do Brasil, principal operador de crédito rural do país, tem visto sua participação no mercado diminuir nos últimos anos, com as cooperativas de crédito ganhando terreno devido à sua proximidade com os produtores e à oferta de condições favoráveis de financiamento.

Diante desse cenário, as cooperativas de crédito estão se consolidando como importantes players no setor agrícola, demonstrando resiliência e adaptabilidade diante dos desafios econômicos e climáticos.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas