Fórum das Cidades se encerra com divulgação da Carta de Belém

O Fórum das Cidades Amazônicas encerrou na tarde desta sexta-feira, 4, com a assinatura da Carta de Belém, construída pelos prefeitos e prefeitas da Amazônia brasileira e internacional, que é composta por Bolívia, Peru, Guiana, Equador, Peru, Venezuela e Suriname.

A carta foi assinada pelos gestores participantes do Fórum e a leitura do documento foi feita pelo prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues. Ele destacou os principais pontos, que têm o objetivo de criar um fórum permanente entre os prefeitos da região, dentro da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), para debaterem de forma livre o desenvolvimento da Amazônia.

Destaques – O conteúdo da carta destaca também, as peculiaridades da região, a participação ativa dos governos locais e da população para o crescimento sócioeconômico e sustentável da Amazônia.

“Amazônia é povo, são 30 milhões de pessoas. É uma região rica em biodiversidade. A criação de fórum permanente dentro da estrutura da OTCA é a principal proposta do documento, para que os prefeitos da Amazônia brasileira e internacional possam dialogar e debater livremente políticas sustentáveis”, afirmou o prefeito Edmilson Rodrigues.

O documento foi entregue pelo prefeito Edmilson Rodrigues aos ministros das Relações Institucionais, Alexandre Padilha e das Cidades, Jader Filho.
Além disso, o prefeito de Belém também entregará a carta aos presidentes dos oitos países da amazônicos, que participarão da Cúpula da Amazônia, nos próximos dias 8 e 9, na capital paraense.

A ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva e o secretário Especial de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais do governo federal, André Ceciliano, também participaram do segundo dia do Fórum das Cidades Amazônicas.

“O intuito que é nossas cidades da Amazônia possam ser ouvidas. É muito importante discutimos o clima, o desmatamento e biodiversidade, mas não devemos esquecer que a grande população da região vive em áreas urbanas. Precisamos ouvir os prefeitos e, a partir da carta, fazer com que o Fórum se fortaleça e suas decisões sejam levadas à frente para implementação de políticas públicas”, explicou o ministro das Cidades, Jader Filho.

Construção – A Carta de Belém foi construída por mais de 20 prefeitos e prefeitas de cidades da Amazônia brasileira e internacional durante o Fórum das Cidades, que tratou da estruturação e organização urbana em cidades com especificidades amazônicas, desenvolvimento sustentável, bioeconomia, fronteiras, gestão territorial e financiamento para projetos.

O Fórum das Cidades foi realizado pela Prefeitura de Belém, com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), e em coordenação com o Governo do Estado do Pará, a Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (SRI/PR), Ministério das Cidades (MCID), Ministério do Meio Ambiente e Mudança de Clima (MMA), Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep) e Governos Locais pela Sustentabilidade (Iclei).

 

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas