Governo do Estado apresenta o programa Amapá Cacau em evento internacional no Pará

O Governo do Estado participa do VIII Festival Internacional do Chocolate e Cacau da Amazônia, em Belém, no Pará. O evento, que encerra neste domingo, 20, reúne representantes cacaueiros do Brasil e da América Latina.

Entre as plenárias de debate, o estado participou efetivamente do Fórum do Cacau, mesa redonda com membros do Pará, Amazonas, Rondônia e da Colômbia, para apresentar o Programa Amapá Cacau.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Rural (SDR), Kelson Vaz, essa é uma oportunidade para mostrar as potencialidades e investimentos do cultivo e produção cacaueiras do Amapá para o país e também para o exterior.

“Acompanhamos o evento em dois momentos e um deles foi debater e enfatizar as principais vertentes para a cadeia do cacau que o nosso estado já apresenta. Então, foi uma grande chance que aproveitamos para repassar que no meio do mundo também se planta cacau de qualidade”, destacou o secretário.Outro importante tema levantado durante os debates foi sobre o combate às pragas e doenças no cultivo do cacau. Nesta parte do evento o Amapá foi representado pelo diretor-presidente da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro), Alvaro Cavalcante.

“Foi um excelente debate que nos serviu como troca de experiências, pois, já temos uma expertise no controle das pragas e doenças no cacau, mas falar e aprender novos serviços de combate no setor vegetal é sempre bom”, enfatizou o diretor.

Amapá Cacau
O Programa Amapá Cacau tem como objetivo incentivar a introdução da cadeia cacaueira no estado. Com o programa em execução serão atendidas 420 famílias produtoras com mudas de cacau, preparo de área e assistência técnica.

Atualmente o programa já atende cerca de 300 produtores e mais de 300 hectares de plantio de cacau já existe na região de Porto Grande, mais de 260 mil mudas distribuídas na região.
Sobre o festival
O Festival Internacional do Chocolate e Cacau da Amazônia reúne cerca de 800 produtores de cacau de todas as regiões do Pará e demais estados; além de diversos especialistas do Brasil e de outros países que debatem questões como a cacauicultura dentro de fora do país, a importância do mapa sensorial do cacau e o Crédito de Carbono: comercialização para produtores e empresas, entre outros temas.

O evento também oportuniza a comercialização dos produtos para os apaixonados por cacau como diversos tipos de chocolates. Flores, plantas e joias produzidas na Amazônia também são expostas gerando oportunidade para conferir de perto o resultado do trabalho dos produtores, comerciantes e empresários que atuam no segmento.

As programações de fóruns, debates e mesas redondas, encerram neste sábado, 19. O Festival com a parte de comercialização e cursos com chefs chocolatiers encerra no domingo, 20.2

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas