Pesquisa aponta turismo de natureza e ecoturismo como responsáveis por 60% do faturamento no setor

O Turismo de Natureza e o Ecoturismo já representam 60% do faturamento do setor, é o que aponta uma pesquisa divulgada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com o apoio do Ministério do Turismo. De acordo com o levantamento chamado Ecoar, o Ecoturismo já é oferecido por 65,9% das empresas da indústria de viagens. O estudo foi realizado pelo Polo Sebrae de Ecoturismo e ouviu cerca de 3,2 mil empresários do segmento, e teve também a colaboração da Associação Brasileira das Empresas de Turismo de Aventura (Abeta) e da Embratur.

Ainda segundo o levantamento, o estado que mais atua no ecoturismo é o Mato Grosso, com 85,9% das empresas entrevistadas envolvidas com o produto. Não é para menos, já que o local abriga exuberantes belezas como a da Chapada dos Guimarães, o Pantanal e da cidade de Nobres. O Mato Grosso do Sul ficou com a segunda posição (83% das empresas do estado atuando com ecoturismo) e na sequência, o Rio de Janeiro, com 54,9% das empresas voltadas para o segmento. Dentre as atividades mais oferecidas pelo modelo de negócio do Ecoturismo/Turismo de Natureza estão as caminhadas, trilhas, observação de vida silvestre, cicloturismo e montanhismo.

Para o ministro Celso Sabino, a pesquisa só pontua ainda mais a diversidade de atrativos turísticos que o Brasil tem a oferecer. “Em consonância com a alta deste segmento do turismo doméstico, o Brasil se prepara para sediar a COP-30, importante evento internacional sobre o clima que será realizado em 2025, em Belém (PA). Estamos pautados nos pilares da sustentabilidade, da inovação e da sinergia para desenvolver cada vez mais o turismo e é sob essa perspectiva que o Ministério do Turismo tem trabalhado ”, concluiu o ministro.

Em janeiro deste ano o Ministério do Turismo também divulgou uma pesquisa sobre as tendências para o turismo de 2024, apontando o Turismo de Natureza/Ecoturismo como o segundo mais procurado com 27% da preferência dos entrevistados, atrás apenas do Turismo de Sol e Praia, favorito por 59% dos entrevistados. Veja mais sobre a preferência dos brasileiros para o turismo em 2024 AQUI.

OUTRAS AÇÕES – As ações voltadas ao setor de ecoturismo estão alinhadas com a metodologia de DTI (Destinos Turísticos Inteligentes), do Ministério do Turismo. Um dos produtos é a realização de um diagnóstico para verificar o status de maturidade dos municípios, onde são avaliadas sete dimensões: tecnologia, governança, experiência do Turismo e sustentabilidade ambiental, social, econômica e de acessibilidade.

Por: Ministério do Turismo

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas