A Ameaça Crescente das Vespas Asiáticas na Europa

A Europa está enfrentando uma ameaça crescente à sua biodiversidade e produção de mel: as vespas asiáticas. Originárias do sudeste da Ásia, essas vespas de pernas amarelas foram identificadas pela primeira vez no continente europeu há duas décadas, chegando à França antes de se espalhar para a Espanha, Bélgica, Holanda, Portugal e Itália.

A Invasão das Vespas Asiáticas

Na Itália, as vespas asiáticas estão causando estragos nas regiões norte do país desde que apareceram pela primeira vez em 2012. Os insetos foram identificados pela primeira vez em Ligúria antes de se espalhar para Piemonte, Toscana e, mais recentemente, Emília-Romanha e Vêneto.

O Impacto na Produção de Mel

As abelhas são vitais para a produção de mel e manutenção de um ecossistema saudável. A vespa asiática é um “predador voraz” com capacidade para matar até 30 abelhas por dia. “Desde 2004, isso causou um declínio significativo na população de abelhas em alguns países da UE”, disse o eurodeputado Salvatore De Meo.

Na Itália, as perdas na produção de mel em Ligúria foram estimadas em 50%, enquanto os apicultores em Toscana e Vêneto estão dando o alarme. Michele Meridio, presidente da associação de apicultores em Vêneto, expressou preocupação, dizendo: “Estamos preocupados”.

A Resposta da Comissão Europeia

Onze eurodeputados do partido de direita Forza Italia pediram à Comissão Europeia que elabore “medidas específicas para combater a difusão do inseto através do financiamento de sistemas de controle com recursos da UE”. A resolução Follow This, que foi rejeitada pelos acionistas no ano passado, permanece “amplamente inalterada”.

A invasão das vespas asiáticas é uma ameaça significativa para a biodiversidade europeia e a produção de mel. É crucial que medidas eficazes sejam implementadas para controlar a propagação desses insetos invasores e proteger as abelhas vitais para nossos ecossistemas.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas

×