Países ricos usam recursos naturais 6 vezes mais que os pobres

 

Um estudo recente do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) revelou que a utilização de recursos naturais por países ricos é seis vezes maior do que por nações de baixa renda. A pesquisa também destacou que a exploração desses recursos triplicou nas últimas cinco décadas.

Visão geral dos recursos naturais

A ONU adverte que a exploração e processamento de recursos são responsáveis por mais de 60% das emissões de gases de efeito estufa. O Panorama Global de Recursos 2024 enfatiza que as desigualdades fundamentais estão no cerne do uso global de recursos, destacando que os países de baixa renda geram 10 vezes menos impactos climáticos do que os países de alta renda.

De acordo com o relatório, essa exploração prejudica os esforços para atingir não apenas as metas globais de clima, biodiversidade e poluição, mas também a prosperidade econômica e o bem-estar humano.

O estudo conclui que, desde 1970, o uso de recursos aumentou de 30 para 106 bilhões de toneladas – ou de 23 para 39 quilos de materiais usados em média por pessoa por dia -, resultando em impactos ambientais significativos.

“A tripla crise planetária de mudanças climáticas, perda da natureza e poluição é impulsionada por uma crise de consumo e produção insustentáveis. Precisamos trabalhar com a natureza, não apenas explorá-la”, afirmou Inger Andersen, diretora-executiva do PNUMA.

O relatório solicita mudanças políticas abrangentes para que a humanidade viva dentro de suas possibilidades e reduza em um terço o crescimento projetado para o uso de recursos. Isso enquanto expande a economia, melhora o bem-estar e minimiza os impactos ambientais.

Sobre o PNUMA

O PNUMA é um programa das Nações Unidas cuja missão é proteger o meio ambiente, promovendo a cooperação internacional e apoiando as nações em sua transição para uma economia verde e resiliente.

O trabalho é dividido em sete áreas temáticas:

  • Mudança climática;
  • Desastres e conflitos;
  • Gestão de ecossistemas;
  • Governança ambiental;
  • Químicos e resíduos;
  • Eficiência de recursos; e
  • Meio ambiente em estudo.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas