Registrato Aprimora Detalhamento das Chaves Pix para Proteção dos Usuários

 

A partir desta terça-feira (2), os usuários do Pix, sistema de transferências instantâneas do Banco Central (BC), terão à disposição uma ferramenta mais robusta para verificar e proteger suas informações. O Registrato, plataforma do BC que centraliza as relações do cidadão com as instituições financeiras, agora oferece um relatório adicional com detalhes sobre as chaves Pix, incluindo as chaves excluídas.

Além do relatório simplificado já disponível, os usuários poderão emitir um relatório completo, que fornecerá não apenas informações sobre as chaves atuais, mas também um histórico detalhado de todas as chaves já utilizadas e excluídas, com data e hora de exclusão.

Conforme anunciado pelo BC, o relatório completo estará disponível no Registrato em até dois dias úteis após a solicitação.

Além disso, o BC ampliou as informações presentes no relatório simplificado. Agora, o documento inclui a hora exata da criação da chave Pix e uma coluna que indica a situação de cada chave: ativa, bloqueada judicialmente, em reivindicação de posse ou em portabilidade.

Quando uma chave está em reivindicação de posse, significa que o usuário solicitou a posse de uma chave cadastrada em nome de outra pessoa, o que é comum em casos de números de telefone que foram transferidos para novos proprietários. No caso da portabilidade, o correntista transfere a chave para outra instituição financeira. Em ambos os casos, a situação será indicada como “em reivindicação de posse ou em portabilidade”.

Essas atualizações permitem que os usuários identifiquem e ajam contra possíveis tentativas de fraude envolvendo chaves criadas em seus nomes. Para acessar os relatórios de chaves Pix e outros recursos do Registrato, os usuários devem ter uma conta nível prata ou ouro no Portal Gov.br. Essas medidas visam garantir uma experiência mais segura e transparente no uso do Pix.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas