Belo Monte: a usina que garante energia limpa e segura para o Brasil

O Brasil enfrenta um dos períodos mais secos e quentes dos últimos anos, com consequências diretas para o setor elétrico. A falta de chuvas reduz o nível dos reservatórios das principais hidrelétricas do país, que respondem por cerca de 60% da matriz energética nacional. Ao mesmo tempo, o aumento das temperaturas eleva a demanda por energia, principalmente para o uso de ar-condicionado e ventiladores.

Nesse cenário desafiador, uma usina se destaca por sua capacidade de gerar energia limpa e segura, contribuindo para a estabilidade do sistema elétrico brasileiro: a Usina Hidrelétrica Belo Monte, localizada no rio Xingu, no Pará. A usina, que entrou em operação comercial em 2019, é a quarta maior do mundo em potência instalada, com 11.233 megawatts (MW).

Recorde de geração

No mês de janeiro de 2024, Belo Monte bateu o recorde de sua Geração Máxima no horário de pico de consumo do país, entre 19h30 e 21h40 de sexta-feira (12 de jan. 2024). A usina produziu 4.278 MW, sincronizando oito unidades geradoras e registrando a Geração Média de energia limpa de 1.386 MW. Esse recorde equivale ao atendimento de 22.850 milhões de pessoas, evitando o acionamento de térmicas, que emitiriam cerca de 1.260 toneladas de CO2 na atmosfera.

A necessidade de amenizar o calor altera, significativamente, o comportamento da carga do Sistema Interligado Nacional (SIN) e o efeito disso é o conhecido pico de consumo. Nesse período crítico, o país tem necessitado de 91.232 MW por dia. Na comparação com o ano passado, durante o mesmo período, a demanda nacional, nesse intervalo foi em média de 70.827 MW.

Equilíbrio e sustentabilidade

Belo Monte vem sendo fundamental, porque além de evitar o acionamento de térmicas, possibilita o equilíbrio com outras fontes de energia intermitentes, sobretudo à noite, quando não há produção de energia solar. A usina contribui ainda para o armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas do Sudeste, reduzindo a demanda sobre elas.

A usina também se destaca por seu compromisso com a sustentabilidade ambiental e social. Belo Monte foi construída com um modelo inovador, que preserva 97% da área do rio Xingu. Além disso, a usina investiu mais de R$ 6 bilhões em ações socioambientais, beneficiando cerca de 200 mil pessoas na região, com melhorias na saúde, educação, infraestrutura, saneamento, cultura e geração de renda.

Belo Monte é, portanto, um exemplo de como é possível conciliar o desenvolvimento econômico com a preservação do meio ambiente e o respeito às comunidades locais. A usina é um orgulho para o Brasil e uma garantia de energia limpa e segura para o futuro.

Edição Atual

Noticias Relacinadas