Cometa luminoso passará pela terra pela primeira vez em 71 anos

 

Prepare-se para um espetáculo celestial! O cometa 12P/Pons-Brooks, um dos mais luminosos já conhecidos, está se aproximando da Terra e será visível pela primeira vez em 71 anos. Para muitos de nós, essa será uma oportunidade única na vida.

Os astrônomos preveem que o cometa chegará ao ponto mais próximo do Sol em 21 de abril e estará mais próximo da Terra em 2 de junho. O Projeto Telescópio Virtual, um serviço online do Observatório Astronômico Bellatrix na Itália, já compartilhou imagens do cometa capturadas em Manciano, uma cidade toscana conhecida por seus céus escuros.

Gianluca Masi, diretor do Projeto Telescópio Virtual, descreveu o cometa como “muito bonito” e explicou que é um cometa periódico. Isso significa que ele orbita o Sol e retorna ao sistema solar interno a cada 71 anos.

Embora o cometa não seja visível a olho nu no hemisfério norte, os especialistas afirmam que, com condições climáticas favoráveis, ele pode ser observado com binóculos ou telescópio até o final do mês. À medida que se aproxima do periélio – o ponto mais próximo do Sol em sua órbita – ele começará a desaparecer de vista. Em junho, apenas os habitantes do hemisfério sul poderão vê-lo.

A próxima chance de ver o 12P/Pons-Brooks será por volta do verão de 2095. O cometa é conhecido por seus aumentos regulares de brilho, um fenômeno conhecido como “outbursts”, que encanta os observadores do céu.

Com um período orbital de cerca de 71 anos, este é um dos cometas periódicos mais brilhantes conhecidos. Anteriormente, o cometa Hale-Bopp, um dos cometas mais brilhantes da história a passar pela Terra, foi o mais notável capturado pelo Projeto do Telescópio Virtual. Segundo o portal Euronews, quando passou pelo seu periélio em abril de 1997, o cometa dominou o céu noturno e foi visível a olho nu durante 18 meses, um recorde.

Masi lembra o cometa Hale-Bopp de 1997 como a “rainha dos cometas”. Embora outros cometas mais brilhantes tenham sido visíveis mais recentemente, o cometa Hale-Bopp foi o vencedor porque foi visível a olho nu durante meses.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas