Consumidores de energia elétrica terão bandeira verde na tarifa do mês de fevereiro

Em uma notícia animadora para os consumidores de energia elétrica, a Agência Nacional de Energia (ANEEL) anunciou que a tarifa de fevereiro virá com a bandeira verde. Isso significa que não haverá custo adicional na eletricidade, mantendo a tendência dos últimos 22 meses.

A decisão é resultado das condições favoráveis de geração de energia hidrelétrica no início deste ano. O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, reforça que o Brasil continuará sendo uma referência em fontes renováveis.

“Em 2023, tivemos uma expansão de 10,3 gigawatts na potência instalada. Nosso potencial hidráulico é uma referência para o resto do mundo e, a cada ano, estamos adicionando mais capacidade eólica e fotovoltaica. Todo esse esforço é para que o consumidor tenha modicidade tarifária e possamos buscar segurança energética”, afirma Silveira.

A ANEEL realiza um monitoramento mensal e faz projeções de acionamento das bandeiras, que são válidas para todos os consumidores do Sistema Interligado Nacional (SIN). O SIN é uma malha de linhas de transmissão de energia elétrica que conecta as usinas aos consumidores. O mecanismo das bandeiras tarifárias, em vigor desde 2015, serve para demonstrar o custo real da geração de energia.

Este anúncio é um testemunho do compromisso do Brasil com a energia renovável e a sustentabilidade. Com a expansão contínua da capacidade de energia eólica e fotovoltaica, o país está bem posicionado para liderar a revolução da energia verde. A manutenção da bandeira verde é um passo positivo nessa direção, trazendo benefícios tanto para os consumidores quanto para o meio ambiente. Afinal, um futuro energético sustentável é um futuro brilhante para todos nós.

 

Edição Atual

Noticias Relacinadas