Formação de Líderes para o Combate ao Desmatamento na Amazônia

 

O Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) está lançando o curso “G_DeZ, a Jornada de Líderes pelo Desmatamento Zero na Amazônia até 2030”. Este será o primeiro programa de formação executiva no Brasil dedicado a líderes comprometidos com essa meta. O curso será realizado de março a outubro, em formatos híbrido, presencial e online, com inscrições abertas até 22 de fevereiro.

O curso tem como objetivo criar a “ReDeZ”, uma rede independente que irá conectar e potencializar sinergias entre cerca de mil líderes até 2030, com foco exclusivo na meta de Desmatamento Zero.

O programa reunirá líderes de diversos setores, incluindo o judiciário, legislativo, executivo e setor privado. Durante os cinco módulos temáticos do curso, os participantes desenvolverão habilidades de liderança e aprenderão a apoiar ações de monitoramento, avaliação, planejamento e iniciativas para alcançar a meta de Desmatamento Zero na Amazônia até 2030.

A seleção de candidatos priorizará aqueles que estão na linha de frente do controle do desmatamento e da degradação florestal. O curso busca atrair líderes dos poderes executivo e legislativo dos municípios da Amazônia, dos estados e do governo federal; juízes, promotores e seus respectivos assessores jurídicos e advogados que possam influenciar a legislação e a aplicação de leis relacionadas ao desmatamento; profissionais de empresas comprometidas com a redução do desmatamento e o desenvolvimento sustentável na Amazônia; e representantes de coalizões, redes, consórcios, organizações ambientalistas e acadêmicas comprometidos com o desmatamento zero na Amazônia.

A aula inaugural será ministrada por Marina Silva, ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA). Entre os palestrantes estão André Lima, advogado socioambiental, pesquisador sênior associado do Imaflora e atual secretário extraordinário de Controle do Desmatamento do MMA, Ricardo Abramovay, professor sênior do Programa de Ciência Ambiental do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE-USP) e autor do livro Infraestrutura para o desenvolvimento sustentável da Amazônia (Ed. Elefante, 2022), e Carlos Nobre, pesquisador sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), cientista na área dos estudos sobre o aquecimento global.

O curso contará com uma metodologia de aprendizagem prática e colaborativa, baseada em experiências reais e institucionais em cinco eixos temáticos: Contexto, Jurídico & Legal, Governança, Economia Verde e Monitoramento & Avaliação.

Os cem participantes se reunirão semanalmente em um programa de 72 horas. A cada duas semanas, haverá também a possibilidade de encontros presenciais, na sede do Imaflora, em Piracicaba (SP).

Para garantir a diversidade e pluralidade dos participantes, o curso oferecerá a possibilidade de acompanhamento síncrono e assíncrono, com aulas gravadas disponíveis para os inscritos até dois meses após o término do curso. Um programa de bolsas de estudo cobrirá integralmente os custos de matrícula de 20 participantes e parcialmente (50%) para outros 30. O investimento total do curso por aluno é de R$ 5,3 mil.

Edição Atual

Noticias Relacinadas