Ibama Cria a Plataforma Recooperar para Monitorar Recuperação Ambiental

 

Com um olhar voltado para a preservação e restauração dos recursos naturais do Brasil, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) anunciou a criação da Plataforma de Acompanhamento da Recuperação Ambiental, carinhosamente denominada Recooperar. A iniciativa, formalizada através de normativa publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (2), entrará em vigor a partir do próximo dia 15.

A Recooperar representa um importante passo no esforço contínuo para a recuperação de áreas degradadas ou alteradas em todo o território nacional. Consolidando dados de projetos ambientais, a plataforma reunirá informações essenciais para a execução e monitoramento de ações de restauração ambiental, abrangendo desde iniciativas promovidas pelo Ibama até processos administrativos de esfera municipal e estadual.

Entre os elementos agregados pela Recooperar estão detalhes geográficos fundamentais, como biomas e informações hidrográficas, além de especificações sobre a destinação das áreas, como pertencimento a unidades de conservação, territórios quilombolas, terras indígenas ou registro no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

A plataforma incorporará também informações cruciais sobre áreas embargadas, Planos de Recuperação de Áreas Degradadas (Prads), e projetos de plantio compensatório e reposição florestal, oferecendo uma visão abrangente e detalhada das ações de recuperação em andamento.

Atualmente, o acompanhamento dos processos do Ibama é realizado através da Plataforma de Análise e Monitoramento Geoespacial da Informação Ambiental (Pamgia), que oferece consultas básicas por estado, município, data de cadastro, origem ou número do processo administrativo. Com o lançamento da Recooperar, os dados de outras plataformas do órgão, como o Cadastro Simplificado de Vetores do Ibama (CASV), serão integrados, proporcionando uma experiência mais abrangente e integrada.

Para garantir a eficiência e acessibilidade da plataforma, o Ibama fornecerá instruções detalhadas aos usuários sobre o acesso à nova ferramenta, o cadastro de perfil e a utilização das funcionalidades disponíveis.

A introdução da Recooperar reflete o compromisso do Brasil com a implementação da Política Nacional de Recuperação da Vegetação Nativa, alinhada aos compromissos internacionais assumidos pelo país, como o Desafio de Bonn e a Iniciativa 20×20, que visam restaurar 12 milhões de hectares de áreas degradadas até 2030. Essa iniciativa não apenas fortalece os esforços de conservação ambiental, mas também posiciona o Brasil como um líder global na promoção da sustentabilidade e preservação dos ecossistemas naturais.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas