Leite de barata poderá ser o alimento do futuro

A Diploptera punctata, uma espécie de barata, produz uma substância rica em proteínas, conhecida como “leite de barata”. Este “leite” é composto por cristais proteicos que alimentam os filhotes da barata.

Os pesquisadores descobriram que esses cristais proteicos são altamente nutritivos, contendo todos os aminoácidos essenciais para a alimentação humana. Além disso, eles possuem três vezes mais energia do que o leite de vaca.

No entanto, extrair esse “leite” diretamente das baratas não é viável. Por isso, os cientistas estão tentando reproduzir esses cristais proteicos em laboratório, sequenciando os genes responsáveis pela sua produção.

Embora seja altamente nutritivo, esse “leite” de barata seria mais adequado como um suplemento alimentar, especialmente para pessoas que não conseguem consumir a quantidade necessária de nutrientes e calorias diárias. Além disso, devido ao seu alto valor nutricional, ele poderia ser um alimento ideal para as futuras gerações, que podem enfrentar uma crise alimentar.

Onde encontramos Diplopteras punctatas?

Este tipo de barata pode ser encontrado especialmente na Ásia e na Oceania, em países como Birmânia, Papua Nova Guiné, China, Índia, Indonésia, Samoa, Malásia, Tailândia, Vietnã e Austrália. Também existem em outros pontos mais isolados como o Havaí, a Ilha da Ascensão, Fiji, Sri Lanka e as Ilhas Marquesas.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas