Nuvem de fumaça deixa qualidade do ar em estado crítico em Boa Vista (RR)

 

A cidade de Boa Vista, capital de Roraima, está enfrentando uma qualidade de ar extremamente ruim, conforme monitorado pela Plataforma Selva da Universidade Estadual do Amazonas (UEA).

Na manhã do dia 25, a medição revelou que a qualidade do ar alcançou 221.3 µg/m³ (microgramas por metro cúbico), numa escala que vai de 0 a 160 µg/m³. No dia anterior (24), a cidade registrou um pico de 334.5 µg/m³, de acordo com a plataforma que monitora queimadas e a qualidade do ar na região amazônica em tempo real.

No domingo (24), Boa Vista foi envolvida por uma densa nuvem de fumaça, originada de incêndios no estado e em países vizinhos como Guiana, Suriname e Venezuela.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou até ontem 1.312 focos de incêndio apenas em março. O recorde foi em 2019, com 2.433 focos. Desde janeiro, o Inpe já registrou 3.973 focos de incêndio em Roraima. Na Guiana, os dados dos satélites do Inpe mostram que março já registrou 490 focos de incêndios, superando o recorde anterior de 472 focos em 2003.

No Suriname, até agora, foram registrados 101 focos de incêndio, aproximando-se do recorde de 112 focos em 2003. A Venezuela registrou 9.702 focos de incêndio em março. O recorde foi em 2003, com 12.313 focos.

Seca e Emergência Ambiental

Desde setembro do ano passado, Roraima está em estado de emergência ambiental devido ao risco de incêndios florestais. Na semana passada, o governo estadual declarou situação de emergência em Caroebe, Rorainópolis, São João da Baliza e São Luiz devido à “agravamento da estiagem nos municípios do sul do estado”.

A medida, válida por 180 dias, foi tomada em resposta a um período prolongado de precipitações abaixo da média histórica, causando vários impactos negativos, como escassez de água prejudicando a agricultura e a pecuária, além do aumento dos incêndios florestais e seus danos à fauna, flora, propriedades rurais e pessoas afetadas.

Quase um mês atrás, o governo já havia emitido um decreto semelhante, também válido por 180 dias, para outras nove cidades. Com isso, 14 dos 15 municípios do estado estão em situação de emergência. Apenas Bonfim, localizado ao norte do estado, ainda não se encontra nessa situação.

Previsão do Tempo

De acordo com o INPE, a previsão do tempo para a tarde desta segunda-feira em Boa Vista é de muitas nuvens com possibilidade de chuva isolada. No entanto, o instituto emitiu um alerta de perigo potencial para o estado, com possibilidade de chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, e ventos intensos (40-60 km/h). O alerta, que inclui baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas, vale até o dia 26, especialmente para a região sul de Roraima.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas