USP tem oito trabalhos agraciados com Prêmio Capes de Tese 2023

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou nesta segunda-feira, dia 14 de agosto, o resultado preliminar do Prêmio Capes de Tese 2023, agraciando as melhores teses de doutorado defendidas no ano de 2022. Na edição atual, dentre os 49 trabalhos premiados, oito são da USP. A Universidade também teve seis teses que receberam menções honrosas.

Criado em 2005, o Prêmio Capes é fruto da parceria entre a Capes, a Fundação Carlos Chagas e a Comissão Fulbright. Os critérios de premiação dos trabalhos consideram a originalidade e a relevância para o meio científico, tecnológico, social e cultural, além da metodologia utilizada. A edição atual teve 1.469 trabalhos inscritos, o maior número desde sua criação. Das 49 teses premiadas nessa etapa, três receberão o Grande Prêmio Capes de Tese, um para cada área de conhecimento: Ciências da Vida, Ciências Exatas, Tecnológicas e Multidisciplinar, divulgado em novembro.

Os autores das teses selecionadas receberão bolsas de estágio pós-doutoral em instituições nacionais, certificados e medalhas. Já seus orientadores receberão prêmios para participação em evento acadêmico-científico nacional, no valor de R$ 3 mil. Os autores dos trabalhos selecionados para o Grande Prêmio receberão bolsas para estágio pós-doutoral em instituição internacional e seus orientadores receberão R$ 9 mil para participação em congresso internacional.

Além disso, as instituições parceiras oferecerão prêmios adicionais. A Fundação Carlos Chagas, responsável por realizar concursos públicos, dará R$ 25 mil aos autores dos trabalhos premiados nas áreas de Educação e Ensino. Já a Dimensions Science oferecerá US$ 2 mil à tese selecionada na área de Biotecnologia.

*Estagiária sob supervisão de Erika Yamamoto
*Estagiária sob supervisão de Moisés Dorado

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas