O Recife de Corais Profundos: Um Gigante Submarino Desvendado

Em uma descoberta surpreendente, cientistas mapearam o maior recife de corais no fundo do oceano, estendendo-se por centenas de milhas ao largo da costa atlântica dos EUA. Este recife de corais profundos, desconhecido até recentemente, tem estado bem debaixo de nossos narizes, esperando para ser descoberto.

Uma Descoberta Subaquática

Embora os pesquisadores soubessem desde a década de 1960 que alguns corais estavam presentes no Atlântico, o tamanho do recife permaneceu um mistério. Isso mudou com a introdução da nova tecnologia de mapeamento subaquático, que tornou possível construir imagens 3D do fundo do oceano.

O recife se estende por cerca de 310 milhas da Flórida à Carolina do Sul e em alguns pontos chega a 68 milhas de largura. A área total é quase três vezes o tamanho do Parque Nacional de Yellowstone. “É surpreendente – é de tirar o fôlego em escala”, diz Stuart Sandin, biólogo marinho do Scripps Institution of Oceanography, que não estava envolvido no estudo.

Vida no Fundo do Mar

O recife foi encontrado em profundidades que variam de 655 pés a 3.280 pés, onde a luz solar não penetra. Ao contrário dos recifes de corais tropicais, onde a fotossíntese é importante para o crescimento, os corais nesta profundidade devem filtrar partículas de alimentos da água para energia. Os recifes de corais profundos fornecem habitat para tubarões, peixes-espada, estrelas-do-mar, polvos, camarões e muitos outros tipos de peixes.

Mapeamento Sonar

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) diz que o mapeamento por sonar identificou 83.908 características individuais de pico de monte de coral no Planalto Blake. “Por anos pensamos que grande parte do Planalto Blake era escassamente habitada, sedimento mole, mas depois de mais de 10 anos de mapeamento sistemático e exploração, revelamos um dos maiores habitats de recifes de corais de águas profundas encontrados até hoje em qualquer lugar do mundo”, diz Kasey Cantwell, chefe de operações da NOAA Ocean Exploration.

Esta descoberta é um lembrete de que ainda há muito a aprender sobre os oceanos da Terra e as maravilhas que eles contêm. Enquanto continuamos a explorar, sem dúvida encontraremos mais surpresas escondidas nas profundezas do mar.

Edição Atual

Noticias Relacinadas