Transpetro lança usina solar pioneira para alimentar instalação industrial

 

A Transpetro (Petrobras Transporte S.A) anunciou a inauguração, nesta quarta-feira (3), da primeira usina solar fotovoltaica do Terminal de Guarulhos, em São Paulo, com capacidade para fornecer energia a uma instalação industrial completa do Sistema Petrobras.

Estima-se uma economia anual de aproximadamente R$ 1,8 milhão, além da prevenção da emissão de 246 toneladas anuais de gases de efeito estufa. O investimento na usina da Transpetro, uma subsidiária da Petrobras, foi de R$ 12 milhões.

“Nosso objetivo é continuar entre as empresas que lideram a transformação da matriz energética brasileira, proporcionando soluções sustentáveis e resultados concretos de descarbonização. Por isso, estamos investindo em iniciativas que promovam uma economia de baixo carbono. Temos um compromisso com as pessoas e o meio ambiente, e este projeto é uma parte disso”, afirmou o presidente da empresa, Sérgio Bacci, em comunicado.

A usina possui uma potência de trabalho de 2.000 kw, equivalente ao consumo de cerca de 600 residências. De acordo com a Transpetro, a usina gerará energia suficiente para suprir as operações do Terminal de Guarulhos, os dutos de entrega de derivados para as distribuidoras de combustíveis e de querosene de aviação para o Aeroporto Internacional de Guarulhos, além da Base de Carregamento Rodoviário de Guarulhos (Baguar).

Impacto Positivo “Além dos benefícios financeiros, o projeto mostra que estamos gerindo o negócio com foco na criação de valor e na ampliação do nosso impacto positivo na sociedade. Estamos comprometidos com a transição para fontes de energia mais limpas e sustentáveis, a fim de acelerar a redução das emissões de gases de efeito estufa em nossas operações”, declarou o diretor de Dutos e Terminais da Transpetro, Márcio Guimarães, em comunicado.

Além da usina solar fotovoltaica, o Terminal de Guarulhos tem projetos para a captação de águas pluviais para uso como água de serviço; a instalação de um sistema de recuperação de vapor (URV) na Base de Carregamento Rodoviário de Guarulhos (Baguar) e projetos sociais com as comunidades vizinhas.

De acordo com a Transpetro, o Terminal de Guarulhos é uma das unidades de referência da empresa para estudos e implementação de iniciativas inovadoras em sustentabilidade e novas tecnologias.

Usina Fotovoltaica Flutuante Em janeiro deste ano, o governo de São Paulo entregou a primeira fase da Usina Fotovoltaica Flutuante (UFF Araucária), localizada na represa Billings, na capital paulista.

Com 10,5 mil placas flutuantes e um investimento inicial de R$ 30 milhões, a usina tem capacidade para produzir até 10 gigawatts-hora (GWh) por ano a partir da energia solar, o que equivale ao consumo de quatro mil residências. Na ocasião, o governador Tarcísio de Freitas destacou o projeto como muito interessante por aproveitar a superfície da água para gerar energia.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil), a usina é um dos principais projetos de desenvolvimento de energia sustentável em São Paulo. A conclusão está prevista para o final de 2025, com a entrega de outros 75 megawatts de energia renovável e um investimento de R$ 450 milhões.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas