A COP28 e o Desafio Global das Mudanças Climáticas

Share This Post


A Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2023 (COP28) começou em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, marcando um momento crucial na luta global contra as mudanças climáticas. Este encontro, que reúne representantes de cerca de 200 países e 70 mil pessoas, é um marco importante, pois apresentará, pela primeira vez, um balanço global de como cada país está atuando para cumprir com o Acordo de Paris.

O Acordo de Paris e a COP28

O Acordo de Paris, assinado em 2015, foi um compromisso global para limitar o aumento da temperatura da terra a 1,5º C acima dos níveis pré-industriais. Agora, na COP28, as contribuições de cada país para a redução do aquecimento global serão avaliadas pela primeira vez. Esta análise servirá de base para a COP30, em 2025, quando o Acordo de Paris completará 10 anos, e está prevista a adoção de novas medidas para mitigar o aquecimento da terra.

A Prestação de Contas dos Países

Pedro Côrtes, professor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (USP), explicou que a COP28 é uma prestação de contas de cada país. No entanto, os acordos climáticos não punem os países que não os cumprem. É mais um lembrete de que todos os países poderiam e deveriam fazer mais para combater as mudanças climáticas.

A Meta de 1,5ºC

Outra expectativa da COP28 é a reafirmação do compromisso assumido pelos países de manter a meta de aumento da temperatura em 1,5ºC em comparação aos níveis pré-industriais. No entanto, Karen Oliveira, diretora de Políticas Públicas e Relações Governamentais da TNC Brasil, ressaltou que existe um risco de essa meta ser revista.

O Aumento das Emissões de Gases do Efeito Estufa

Em relatório anual divulgado recentemente, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) informou que o mundo pode aumentar a temperatura em até 2,9ºC até 2100 se não houver mudanças nas políticas atuais. O número é quase o dobro do limite fixado pelo Acordo de Paris.

A Necessidade de Ação

Stela Herschmann, coordenadora adjunta de Política Internacional do Observatório do Clima, defendeu que é preciso fazer muito mais para limitar o aumento da temperatura em 1,5ºC. Isso passa pela eliminação dos combustíveis fósseis.

A COP28 é um lembrete de que a luta contra as mudanças climáticas é um desafio global que requer ação imediata e significativa de todos os países. Apenas através de esforços conjuntos e compromissos sérios podemos esperar alcançar as metas estabelecidas no Acordo de Paris e mitigar os efeitos devastadores das mudanças climáticas.


spot_img

Related Posts

Máquina de colher açaí por controle remoto é a sensação do Festival do Açaí em Belém

Colhedora de açaí por controle remoto Um equipamento inovador, desenvolvido...

Lei Rouanet de Incentivo à Reciclagem

Lei nº 14.260/2021 Em um movimento pioneiro, o Brasil sancionou...

Os países mais inteligentes do mundo, de acordo com o QI

O Quociente de Inteligência (QI), uma métrica desenvolvida no...

Pirarucu: Uma Ameaça e Oportunidade nos Rios da Amazônia

 Guillermo Otta Parum, um pescador com mais de meio...

Modelo de Cabovias da Colômbia Podem Impulsionar a Produção de Açaí no Brasil

Uma missão visionária liderada por empresários e especialistas paraenses...

Pé-de-Meia já está no Jornada do Estudante

O Ministério da Educação (MEC) disponibilizou, nesta quarta-feira, 20...
- Advertisement -spot_img