Anvisa autoriza registro de vacina combativa a bronquiolite em bebês

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu o registro à vacina Abrysvo, desenvolvida pela renomada farmacêutica Pfizer. Esta vacina monovalente visa combater o vírus sincicial respiratório (VSR), reconhecido por desencadear infecções no trato respiratório, incluindo a bronquiolite. A decisão foi oficializada nesta segunda-feira (1º), conforme publicado no Diário Oficial da União.

Em comunicado oficial, a Anvisa enfatizou a importância da vacinação contra a bronquiolite, uma inflamação dos brônquios que afeta especialmente bebês e crianças pequenas. O imunizante é destinado à prevenção de doenças do trato respiratório inferior em bebês desde o nascimento até os seis meses de idade, através da imunização ativa em gestantes.

“A aplicação da vacina deve ser realizada nas mães durante a gestação para garantir a proteção das crianças, pois a vacina não é administrada diretamente nos bebês”, ressaltou a agência. Além disso, a vacina também recebeu autorização para a prevenção da doença do trato respiratório inferior em pessoas com 60 anos ou mais, uma vez que essa população também está sob risco aumentado de contrair a doença.

A vacina Abrysvo é caracterizada como bivalente, composta por dois antígenos da proteína de superfície F do VSR. A sua administração é intramuscular e requer apenas uma dose. De acordo com a Anvisa, a vacina deve ser administrada durante o segundo ou terceiro trimestre da gestação.

“Assim como qualquer medicamento, foram observados alguns efeitos colaterais durante a administração da vacina, sendo os mais comuns: dor no local da aplicação, dor de cabeça e dor muscular”, destacou a agência. “Entretanto, a totalidade das evidências apresentadas à Anvisa comprovou que os benefícios da vacina superam os seus riscos.”

Anteriormente, a Anvisa havia autorizado o registro da vacina Arexvy, da empresa GlaxoSmith Kline, também destinada à prevenção de doenças causadas pelo VSR, mas com indicação restrita à população com idade superior a 60 anos.

Edição Atual

Assine nossa newsletter diária

Noticias Relacinadas