CEBDS e GIST unem-se a empresas para auxiliá-las na avaliação de impactos ambientais

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e a empresa líder em dados e análises de impacto, GIST Impact, anunciaram uma parceria estratégica para orientar as empresas associadas ao CEBDS em sua jornada de geração de impacto positivo na natureza.

O objetivo é capacitar as empresas para que se adaptem aos padrões da Força-Tarefa sobre Divulgações Financeiras Relacionadas à Natureza (TNFD), fornecendo acesso a dados de impacto de última geração e soluções tecnológicas baseadas na ciência. Isso ajudará as empresas a medir, comparar e analisar seus impactos corporativos e na cadeia de valor sobre a natureza e a biodiversidade.

Ricardo Mastroti, Diretor Executivo do CEBDS, destaca a importância da parceria: “Estamos felizes em poder oferecer aos nossos associados recursos e soluções tecnológicas para acelerar a adoção dos padrões TNFD e garantir a conformidade com frameworks e regulamentações globais. Acreditamos que essa parceria impulsionará mudanças significativas e promoverá um futuro mais sustentável para as empresas brasileiras e o meio ambiente.”

Pavan Sukhdev, CEO da GIST Impact, enfatiza o papel dos dados e da tecnologia na promoção da sustentabilidade: “Estamos empolgados pela parceria com o CEBDS, uma força pioneira para o desenvolvimento sustentável no Brasil. Por meio de nossas soluções avançadas de dados de impacto e nossa expertise em mensuração de impacto no capital natural, pretendemos equipar as empresas membros do CEBDS com as ferramentas e insights necessários para medir e gerenciar seus impactos ambientais, alinhando-se aos padrões globais, como a TNFD.”

A parceria permitirá que as empresas associadas ao CEBDS acessem plataformas e soluções de relatórios de dados de impacto da GIST Impact, juntamente com orientação especializada para agregar e analisar dados relacionados à natureza. Essa colaboração reforça o compromisso compartilhado de apoiar a gestão ambiental e o desenvolvimento positivo da natureza no Brasil, aproveitando eventos globais como a reunião do G20 em 2024 no Rio de Janeiro e a COP30 da ONU em 2025 em Belém.

Edição Atual

Noticias Relacinadas